Felicidade

Pesquisa coordenada pelo professor Marcelo caruzzo, da Fundação Getúlio Vargas (FGV), derruba a máxima popular de que “dinheiro não traz felicidade”. O estudo mostra que dinheiro traz felicidade, sim, a partir do universo de 2.400 pessoas em que 95% responderam que são felizes com dinheiro. Os dados foram revelados na reportagem assinada pelo jornalista Edilson Damasceno, na edição de domingo passado do JORNAL DE FATO, e estabeleceram a discussão em torno do tema: o que é felicidade? A questão vai bem além da simples constatação, via pesquisa, de que dinheiro traz felicidade. Para o professor Aécio Cândido, doutor em sociologia, as pessoas também podem ser felizes com pouco dinheiro. A felicidade é um estado de espírito bem mais amplo do que uma simples discussão se isso ou aquilo oferece mais ou menos felicidade. Depende de cada um. Se eu perguntar: o que te faz feliz? Um carro novo ou o sorriso de uma criança? Certamente, encontrarei respostas para as duas alternativas. Uma pessoa sonhou a vida inteira por um carro novo, a sua felicidade estará completa, assim como se sentirão felizes aqueles que não trocam o sorriso de uma criança por nada nesse mundo. Noutro dia ouvi que existe felicidade e felicidade, com explicação convincente. Pode um bandido ser feliz ao assaltar um banco? pode sim, naquele momento em que o seu plano for concluído com êxito. Noutra ponta, a pessoa caridosa se enche de felicidade quando faz o bem ao próximo. São felicidades diferentes, uma condenável outra saudável, mas são felicidades. Estranho. Mas a felicidade é exatamente isso. Ninguém sabe como, quando e onde pode encontrá-la, mas acaba sentindo com um afeto, um sorriso, um projeto que dá certo, um amor que nasce, com muito ou pouco dinheiro. Aliás, a máxima de que dinheiro não traz felicidade é como se milionário fosse condenado à infelicidade, e o pobre teria exclusividade do sentimento bom. Talvez o folclórico Falcão, do alto de seu festival de bobagens, tenha acertado na mosca ao intitular um dos discos com a frase: “Dinheiro não é tudo mas é 100 por cento”. Você é feliz? Procure a resposta todos os dias.

Fonte: César Santos – Jornal de Fato

0 comentários! Clique aqui e comente!:

Publicar um comentário