Perveso

- O cruzamento de dados do IBGE e dos ministérios da Saúde e da Educação expôs uma realidade perversa: 53,1% dos 35 milhões de jovens entre 15 e 24 anos no país não freqüentam salas de aula, segundo a pesquisa produzida pela Rede de Informação Tecnológica Latino-Americana.
Além disso, 19% deles não trabalham nem estudam, índice que passa a 34% quando analisadas apenas as classes mais pobres. As causas estão ligadas a fatores como raça, renda, gênero e localização geográfica, entre outros itens

O dado, denominado Índice de Desenvolvimento Jovem, segue os moldes do IDH da ONU e foi divulgado no mesmo dia em que o governo comemorou o crescimento do número de matrículas em cursos superiores.


0 comentários! Clique aqui e comente!:

Publicar um comentário